Valores

Previna cáries em crianças com maior probabilidade de tê-las


Nem todos os fatores que influenciam o desenvolvimento da cárie estão relacionados à higiene bucal. Também influencia o pH da saliva da criança, a inflamação das gengivas e, claro, a qualidade do esmalte dentário.

Isso explica que crianças que mal escovam desenvolvem menos cáries do que outras que gostam muito da rotina de escovagem, que crianças que passam o dia bicando e comendo doces não apresentam nenhum vestígio de cárie, para surpresa dos pais e irmãos que às vezes eles sofrem o problema oposto.

Em crianças com esmalte ruim ou dente sujeito a cáries prevenção é essencial que obtemos com:

- Rotinas de escovação após cada refeição. Recomendamos que algumas das escovagens diárias sejam revisadas e revisadas pelos pais para garantir que a técnica de escovação e o tempo gasto foram realizados corretamente.

- Utilização de reveladores de placas. Gosto mais de líquido do que de comprimido porque é mais fácil de tirar, mas isso já é mais uma brincadeira de mãe porque a eficácia é semelhante e manchas em toalhas e espelhos são garantidas. Normalmente é recomendado usá-los uma vez por semana após a escovação.

Os desenvolvedores da placa marcam as áreas onde a placa ou restos de comida acumulados foram deixados, são "fugas" que permitem que a criança e os pais detectem facilmente as áreas que precisam ser revisadas ou nas quais precisamos insistir mais.

Existem alguns produtos de limpeza pré-escova com sabor agradável saindo no mercado para as crianças usarem antes de escovar. Esses enxaguantes contêm corantes que aderem a todas as superfícies dentais e desaparecem com a passagem da escova, para que possamos identificar a olho nu as áreas que não atingimos com a nossa escova.

- Uso de bochechos e dentifrícios com flúor (dentro do recomendado para cada idade e pelo dentista). Pode até ser necessário colocar vernizes fluoretados ou bandejas com gel de flúor na consulta para fortalecer o esmalte.

- Colocação de selantes em peças com anatomias complicadas para escovar.

- Dietas com poucos açúcares, principalmente refinados e líquidos.

- Check-ups frequentes normalmente o odontopediatra irá recomendar check-ups a cada 4 ou 6 meses para controlar as áreas mais propensas a desenvolver cáries e realizar o tratamento necessário o mais rápido possível, pois em dentes com problemas de descalcificação é normal que as cáries avançar mais rapidamente e chegar logo ao nervo. Quanto antes fizermos o tratamento, melhor será o prognóstico do dente.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Previna cáries em crianças com maior probabilidade de as ter, na categoria Assistência Odontológica Presencial.


Vídeo: Como prevenir a Cárie? Politano Odontopediatria (Junho 2021).